7 perigos que podem ameaçar sua segurança de dados na internet

7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Não se pode ignorar o fato de que os dados representam um dos ativos mais relevantes para as empresas. Diante disso, a segurança de dados na internet é indispensável para qualquer negócio. Contudo, é importante saber que não é apenas a implementação de sistemas que vai ajudar.

É necessário pensar também nas pessoas que são responsáveis por acessar, armazenar e manipular as informações. Qualquer descuido pode causar prejuízos bem graves para a empresa, uma vez que um comportamento incorreto ou diferente do que foi proposto pela organização pode aumentar os riscos de destruição, invasão e roubo de dados.

Por esse motivo, conhecer os perigos que ameaçam a segurança das informações é imprescindível para aprender a se prevenir. Neste post, vamos apresentar os 7 principais!

1. Fraudes

As fraudes digitais geralmente acontecem em duas grandes frentes: os ataques por hackers e aquelas que são provocadas por insiders, ou seja, usuários internos da empresa. Por isso, é importante sempre apostar em softwares de segurança e de monitoração da informação.

Muito mais do que contar com uma ferramenta de prevenção e monitoramento de fraudes digitais, é necessário acompanhar o retorno sobre esse investimento para que perdas ainda maiores sejam evitadas.

2. Roubos financeiros e de informações sigilosas

A falta de investimento em segurança tem como consequência as perdas financeiras decorrentes de:

  • roubos de informações financeiras (como detalhes de cartões ou dados bancários);
  • roubos de dados corporativos;
  • roubos de dinheiro;
  • perdas de contratos ou de negócios;
  • interrupções de negócios.

Um grande perigo nos vazamentos de informações, que muitos acabam não se dando conta, é a exposição de dados sigilosos. Quando um conjunto de dados sigilosos e até mesmo segredos da empresa são expostos, a própria sobrevivência do negócio fica em risco, uma vez que os concorrentes de mercado podem conhecer esses processos, melhorá-los e ganhar seus clientes. Portanto, o ideal é sempre estar atento à segurança da rede, mantendo informações cruciais sempre protegidas.

3. Softwares desatualizados

Um risco que existe em praticamente todos os negócios é o uso de softwares legados e desatualizados, sendo uma porta de acesso para que os hackers possam entrar em contato com as informações de uma empresa. 

Essa situação acaba expondo a empresa a partir de sistemas que mantêm problemas de segurança e erros de código não resolvidos. Fazer a manutenção desse ambiente pode passar a afetar a produtividade de todo o negócio.

O mais recomendado, nesse caso, é ter uma atitude preventiva e proativa, fazendo analise de vulnerabilidades periódicas, assim com implementar todas as atualizações de software assim que forem disponibilizadas, pois isso evita que brechas sejam deixadas para trás. 

4. Spams

Afinal, o que são os spams? São aqueles e-mails que o usuário não solicitou, e que normalmente são enviados para um grande número de destinatários. Na maior parte das vezes, eles contêm propagandas, mas há também alguns em que arquivos maliciosos são enviados, também conhecidos como spams phishing.

Você pode ainda receber spam com dados falsos sobre seu banco ou algo relacionado como contas pendentes. Tais e-mails são bastante usados para capturar os dados da sua conta e permitir a retirada do dinheiro.

Como se prevenir? Bom, o spam acaba afetando praticamente todos os usuários e certamente você já se deparou com muitos deles. Sendo assim, o mais indicado é não abrir os e-mails que você não tenha solicitado, jamais responder a um spam e não clicar em nenhum anexo ou link que foi enviado por meio dele.

Powered by Rock Convert

No caso das informações falsas sobre contas pendentes ou conta bancária, se você receber um e-mail como esse, verifique o remetente e confira juntamente ao site ou por telefone se realmente é um conteúdo válido.

5. Vírus

O vírus é um malicioso software que infecta o sistema operacional e realiza cópias de si mesmo ao tentar se espalhar para outros computadores, semelhante a um vírus biológico. A maior parte das contaminações acontecem por ações praticadas pelo próprio usuário, como abrir o anexo infectado de um e-mail ou então inserir um pendrive que esteja contaminado no computador.

Geralmente, é possível contaminar o computador realizando download de jogos, músicas piratas ou softwares — essa é a forma básica de “pagar” pelo conteúdo gratuito que foi disponibilizado.

E como se prevenir dessa situação? É bem simples: basta utilizar um excelente antivírus no computador, se possível, uma versão paga para ter acesso a todos os seus recursos de proteção ao computador.

6. Sequestro dados

Os ransomware se tratam de vírus que não têm como propósito destruir qualquer informação, mas de sequestrar os dados e só liberá-los após pagamento — normalmente isso é feito em Bitcoins, já que não pode ser rastreável.

Esse tipo de ataque aumenta cada vez mais, tendo resultados catastróficos como os que aconteceram com os ransomwares Bad rabbit e Wannacry, que acabaram prejudicando diversas empresas e usuários em todo o mundo.

O melhor modo de evitar esse tipo de situação é fazer backups constantes de todas as informações da empresa. Dessa forma, se a infraestrutura for sequestrada, basta fazer a restauração da cópia e não fazer o pagamento de nenhum tipo de resgate aos criminosos.

7. Espionagem industrial

Parece coisa de filme? Pois não é. Infelizmente a espionagem industrial é bem mais comum do que você imagina e pode afetar qualquer negócio. Deixar que os projetos autorais dos clientes vazem acaba comprometendo a capacidade de se manter competitivo no mercado, levando-os a perder receita.

Para evitar que essa situação ocorra é necessário criar políticas rígidas de acesso, a fim de permitir que apenas algumas pessoas autorizadas possam visualizar determinados dados pessoais e sigilosos. O objetivo é que cada um dos profissionais do contratante só tenha acesso aos recursos e às informações necessárias para que possa fazer sua rotina diária de trabalho, sem conhecer o que há na rede.

Enfim, é preciso se prevenir para garantir a segurança dos dados na empresa. Uma forma de realizar isso é criar senhas não convencionais. Para tanto, evite combinações que sejam descobertas facilmente, como números sequenciais, de data de nascimento ou de telefone. O mais indicado é criar senhas longas, misturando letras minúsculas e maiúsculas, algarismos e símbolos.

Além disso, é importante que se faça regularmente cópias de segurança, os famosos backups. Eles vão evitar a perda imprevista de documentos ou dados e também preservar os arquivos se precisar fazer uma formatação. E claro que a conscientização dos colaboradores é um passo fundamental para aumentar a segurança das informações. 

Porém, saiba que só isso não basta! A única maneira de garantir uma segurança de dados na internet realmente efetiva na empresa é por meio de monitoramento rigoroso com detecção e resposta. Por isso, é preciso contar com uma empresa especializada em soluções de segurança da informação para evitar problemas ao negócio, reduzindo ou eliminando os riscos inerentes do mundo informatizado e moderno. 

Todos estes itens relatados neste post também afetam diretamente as responsabilidades das empresas frente a LGPD.

Quer garantir total segurança para os dados do seu negócio? Então não perca mais tempo e entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços!

Você também pode gostar