News 30/09/2019

News LGPD
3 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Google descobre bug que permitia acessar dados do iPhone

Confira um pouco mais sobre o que saiu nos veículos de comunicação no dia 30/08 sobre a Lei Geral de Proteção de dados (LGPD).

Google descobre bug que permitia acessar dados do iPhone

Através de uma análise minuciosa da equipe do Google sobre o desempenho dos smartphones que tinham acesso à plataforma, os desenvolvedores encontraram uma falha grave em iPhones.

Isso porque através deste bug, hackers podiam coletar diversos dados pessoais dos usuários. E para ser infectado, bastava o usuário visitar um site específico que não foi divulgado.

Entre os dados que os hackers podiam ter acesso, estava mensagens de telegram, WhatsApp, iMessage, e-mails da plataforma Gmail e até mesmo à lista de contatos e fotos. Todas as informações poderiam ser atualizadas a cada 60 segundos.

De acordo com a Google, o problema foi descoberto em fevereiro e corrigido logo em seguida, a fim de continuar oferecendo a melhor proteção de dados e honrando os compromissos de cibersegurança da empresa.

Para saber mais sobre o caso, clique aqui.

Colaboração na tecnologia é colocada em pauta

Powered by Rock Convert

Que a funcionalidade do mundo de forma colaborativa está cada vez mais implantada na sociedade, já sabemos. Mas parece que este tipo de modelo de trabalho está começando a ser estudado e implantado no setor da cibersegurança.

De acordo com a Revista Ensino Superior, sete países ibero-americanos pretendem trabalhar entre si para buscar corrigir possíveis falhas de segurança e proteger dados importantes de empresas e colaboradores.

Com isso, empresas públicas e privadas estarão engajadas no projeto a fim de resolver em conjunto desafios da área de tecnologia.

Para saber um pouco mais sobre o projeto, clique aqui.

VMaware adquiri empresa de cibersegurança por US$ 2,1 bilhões

Em um dos maiores negócios fechados dentro do meio da cibersegurança dos últimos anos, a WMaware acaba de adquirir a empresa Carbon Black, fornecedora de endpoints nativos na nuvem, pelo valor total de US$ 2,1 milhões.

O objetivo principal da empresa com a aquisição da empresa é a de fornecer um serviço melhor em relação a proteção de dados compartilhados por nuvem e explorar ainda mais este mercado visando a prospecção de clientes corporativos.

Entenda um pouco mais sobre a negociação entre as empresas clicando aqui.

Você também pode gostar