News 07/09/2019

3 minutos para ler
Powered by Rock Convert

E-commerces precisam se adequar as medidas da LGPD

Confira um pouco mais sobre o que saiu nos veículos de comunicação no dia 07/09 sobre a Lei Geral de Proteção de dados (LGPD).

E-commerces precisam se adequar as medidas da LGPD

Pensando em cada vez mais oferecer proteção de dados aos usuários da internet em todos os âmbitos, os e-commerces do Brasil também precisarão de adequar as novas medidas da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que começam a entrar em vigor a partir de agosto de 2020.

Algumas das medidas que precisarão de alteração é a escolha de newsletter das lojas virtuais (que precisarão de extrema autorização para serem enviadas) e também a garantia de que os dados que serão armazenados pelo negócio bem como os dados de cartões de crédito sejam protegidos e jamais utilizados para outros fins sem ser o cadastro interno.

Para entender tudo o que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) impactará no e-commerce a partir do ano que vem, acesse aqui.

Seminário em SC discutirá a Lei Geral de Proteção de Dados

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) também ganhará espaço para debate, agora no estado de Santa Catarina. Durante os dias 3 e 4 de outubro, Florianópolis será o palco onde as novas mudanças sobre a LGPD serão debatidas.

Powered by Rock Convert

Com foco no impacto que toda a lei deverá causar na internet brasileira a partir do ano que vem, o seminário acontecerá no Tribunal de Justiça de Santa Catarina, no auditório Ministro Teori Zavascki.

Serão disponibilizadas 100 vagas para magistrados, 200 vagas para servidores do judiciário e 150 vagas para o público geral.

Para saber todos os detalhes sobre o seminário da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) em Florianópolis, clique aqui.

Dataprev mantém projeto de biometria

Após ser acusado de um suposto vazamento de dados relacionados a nova tecnologia de biometria para idosos, o Dataprev negou qualquer tipo de violação do tipo.

Além disso, o órgão informou estar dentro de todas as normativas obrigatórias que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) solicita para o funcionamento de todas as atividades.

A Dataprev avinda reforçou que seu sistema de segurança cibernética deve “mitigar os riscos relacionados a vazamentos e informações, já que os sistemas utilizados são dos mais altos padrões tecnológicos”.

Caso queira entender um pouco mais sobre as acusações, clique aqui.

Você também pode gostar