News 02/09/2019

News LGPD
3 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Comércio deve perder até U$ 5 trilhões por violação de dados até 2024

Confira um pouco mais sobre o que saiu nos veículos de comunicação no dia 02/09 sobre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Planilhas de Excel são usadas para atacar sistemas

Se você acredita estar a salvo dos vírus apenas por estar usando aplicativos seguros e inofensivos, como o excel, pode estar totalmente enganado. E pior, sendo atacado sem saber.

Isso por que uma planilha de excel vem sendo utilizada por criminosos para invadir sistemas de empresas ou indústrias específicas com o principal objetivo de roubas dados e sabotar a linha de produção.

Entre os vírus em questão, estão agora o FlushTunnel, nome batizado pela empresa se cibersegurança Kaspersky, divulgada na conferência latino-americana de Segurança, que aconteceu na última semana.

Para entender um pouco mais sobre esse novo ataque e como continuar protegendo os equipamentos da sua empresa, clique aqui.

Ainda segundo a empresa especialista em detectar malwares, a maior causa de vírus e ataques de hackers a sistemas empresariais é a falta de treinamento dos funcionários em relação às medidas de segurança que precisam ser adotadas em seu ambiente de trabalho.

Vírus é capaz de monitor tela de aparelhos celulares

Powered by Rock Convert

Um dos vírus que mais se espalhou no Brasil tem origem em nosso País mesmo. Capaz de espionar tudo o que acontece na tela do aparelho celular, o BRata é um malware hospedado na Google Play Store, que se camuflava no aplicativo do WhatsApp, como divulgamos anteriormente.

O BRata é capaz de espelhar em sua totalidade o display do celular do usuário afetado e consegue copiar todas as atividades da vítima: desde ingênuas conversas até senhas de aplicativos de banco e e-mails confidenciais.

Segundo o diretor de pesquisa da Kaspersky na América Latina, este vírus está rodando o Brasil desde janeiro através de golpes de sites conhecidos camuflados com links desconhecidos ou mensagens através do próprio WhatsApp ou SMS.

Saiba mais sobre o tema através da matéria completa feita pelo Diário de Pernambuco, clicando aqui.

Comércio deve perder até U$ 5 trilhões por violação de dados até 2024

Um dos temas mais comentados atualmente, a proteção de dados e sistemas que ajudem no combate de malwares e atuem dentro da cibersegurança estão sendo cada vez mais procurados.

Segundo uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, os prejuízos relacionados à proteção de dados até 2024 devem ser calculados em aproximadamente U$ 4 trilhões, representando um aumento de 11% sob cada ano.

Segundo a pesquisa, os criminosos devem investir ainda mais pesado em inteligência artificial para enganar a população e ter acesso a informações sigilosas para aplicarem novos golpes. A falsificação de documentos e certidões também estão intimamente ligadas a este aumento de prejuízo previsto.

Por isso, o investimento em treinamentos para evitar golpes e o alinhamento da equipe para estar regulamentado de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no Brasil é essencial.

Você também pode gostar